Banner comício 9 Fevereiro 2019

Intervenção de José Nogueira

9.ª Assembleia da Organização Regional do Algarve

15 Dezembro 2018, Faro

Nogueira Loule

Em nome da organização concelhia de Loulé do nosso partido saudo todos os camaradas e amigos participantes na 9ª Ass, da organização Regional do Algarve.

Camaradas, o concelho de Loulé é presentemente o maior concelho do Algarve, com uma área de mais 765 km² está situado entre o mar e a serra onde vivem mais de 70.000 habitantes. O turismo é uma das suas principais atividades económicas, sendo responsável por um elevado número de postos de trabalho, mas imperando a sazonalidade a precaridade e os baixos salários.

Nos aspetos do desenvolvimento sublinhamos duas realidades distintas: no desenvolvimento económico e social do concelho, com o litoral a ser marcado por uma economia pujante que enche os bolsos dos chamados investidores, ao contrário do barrocal e da serra, onde as assimetrias persistem e se agravam e as infraestruturas de apoio à população são mais que insuficientes, em alguns casos mesmo inexistentes.

É nesta realidade sintetizada, que o partido exerce sua ação. Actualmente constam no ficheiro 84 membros do partido, uma organização dispersa, uma parte significativa dos membros desligada, o que não facilita o reforço da a organização e a estruturação do partido. Não obstante, sem escamotear deficiências e dificuldades, o partido no concelho de Loulé, com a força organizada que dispõe tem vindo a assumir o seu papel de partido da classe operaria e de todos os trabalhadores.

Nestes quatro anos que nos separam da 8ª Assembleia, o partido no concelho teve um funcionamento regular, o organismo dirigente reuniu com a periodicidade que se tinha determinado, assumindo as suas responsabilidades, reuniram com menos regularidade as comissões de freguesia de Almancil e da Serra, tendo-se efetuado várias diligencias para que as comissões das freguesias da cidade e de Quarteira tivessem funcionamento regular.

Foi dada resposta às solicitações das campanhas eleitorais realizadas nesse período de tempo, foram ainda realizadas um conjunto de iniciativas: distribuições de propaganda, contacto com trabalhadores e populações, tribunas públicas, iniciativas de caráter político e de convívio, comícios na praça do mar, almoços ou jantares mensais, regularizou-se a recolha de fundos para o partido, proporcionando o cumprimento atempado das transferências para a DORAL, tomaram-se algumas medidas para melhorar o recebimento da quotização, da difusão do Avante e do militante, bem como, dos pagamentos à editorial avante. Participamos nas jornadas de trabalho da festa do avante, nos turnos da festa, na sua divulgação e na venda das EPs.

Acompanhou-se o trabalho dos eleitos nos órgãos autárquicos. Referir, a este propósito, que o resultado das últimas eleições autárquicas, fez regredir a representação da CDU nos órgãos, criando mais dificuldades na defesa dos problemas das populações e do concelho.

Valorizando tudo aquilo que foi possível levar à prática e que constitui um contributo para a intervenção do partido e para a luta, reconhecemos que face às características do concelho e no quadro político atual, que as insuficiências e deficiências orgânicas, que emperram a ação do partido devem ser erradicadas e que dentro das condições objetivas existentes, esse objectivo não é impossível de alcançar.

E foi com esse objetivo que realizámos a 6ª Assembleia da organização concelhia que decorreu num ambiente próprio do partido que somos, foram aprovados por unanimidade quer os documentos quer a nova comissão concelhia. Estamos actualmente num processo de distribuição de tarefas e responsabilidades. Das medidas contidas no documento para o reforço do partido, constam entre outras, medidas para superar o atraso na entrega do novo cartão do partido assim como para o cumprimento da importante tarefa do contacto com os trabalhadores nas empresas.

VIVA A 9ª ASSEMBLEIA

VIVA O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

Contactos - www.algarve.pcp.pt