Início

Newsletter

Assinar Newsletter:


Receber em HTML?




Organização Regional do Algarve do PCP
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
pcp

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

Direcção da Organização Regional do Algarve


Portagens – PCP assinala um ano de roubo às populações e à região

 

No próximo dia 8 de Dezembro, assinala-se um ano da introdução de portagens na Via do Infante. Um ano de roubo às populações e à região, traduzido no saque aos automobilistas, no desaproveitamento de uma importante infra-estrutura regional, no regresso ao passado com a sobrelotação da EN125 e o agravamento da sinistralidade rodoviária, na degradação da economia regional.

 

A vida confirmou que, as portagens na Via do Infante – merecendo um amplo repúdio por parte da população, apenas serviu para continuar a alimentar os lucros da concessionária. Um frete ao grande capital que responsabiliza directamente o PS, o PSD e o CDS, não só como autores materiais deste crime contra a região, mas também, como os principais obstáculos à sua resolução, tantas foram as oportunidades que tiveram para se juntar ao PCP nos vários momentos em que este propôs na Assembleia da República o fim das portagens. Votações sucessivas que devem ser relembradas sobretudo quando se assistem a verdadeiros exercícios de hipocrisia por parte dos eleitos e responsáveis regionais de cada um destes partidos.

 

No seguimento do incomparável património de luta contra as portagens que o PCP tem no Algarve, o PCP realizará no próximo dia 7 de Dezembro um largo conjunto de acções de contacto com os automobilistas na EN125, reafirmando a necessidade de intensificar a luta das populações para pôr fim a este roubo, libertando a Via do Infante dos interesses dos grupos económicos e devolvendo-a à região.

 

 

O Secretariado da DORAL do PCP

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Manif_faro_GG

 

Greve Geral : Uma das maiores jornadas de luta realizadas no Algarve

 

A Greve Geral convocada pela CGTP-IN que ontem teve lugar, constituiu uma das maiores jornadas de luta dos trabalhadores realizada no Algarve. Uma resposta determinada, corajosa e combativa dos trabalhadores - em toda a região e em todos os sectores - contra a política de exploração e empobrecimento que está a ser imposta ao país.

 

O PCP saúda todos os trabalhadores do Algarve envolvidos na Greve por este marco de grande significado na história da sua luta. O PCP saúda também a CGTP-IN e todos os sindicatos e demais organizações dos trabalhadores que se uniram nesta grande demonstração de consciência, força e combatividade.

Continuar...
 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

pcp

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

O Grupo de Trabalho da DORAL do PCP para as questões da Saúde


Algarve: destruição do Serviço Nacional de Saúde

exige denúncia e combate

 

Continuar...
 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
PCP_AR
PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS
Grupo Parlamentar

 

PCP questiona Governo sobre atraso na conclusão das obras de requalificação da EN 125

 

Comunicado:

As obras de requalificação da EN 125, que deveriam ter sido concluídas em 2012, foram suspensas em março desse ano.

Em maio de 2012, o Grupo Parlamentar do PCP questionou o Governo, através do Ministério da Economia e do Emprego, sobre a suspensão das obras de requalificação da Estrada Nacional 125.

Em resposta à pergunta do Grupo Parlamentar do PCP, o Governo informou, em junho de 2012, que “a conclusão das obras de requalificação da EN 125 e da ligação S. Brás de Alportel está prevista para Abril de 2013”.

Estamos em abril de 2013 e as obras de requalificação da EN 125 não estão concluídas! O Governo deve explicações – detalhadas – aos algarvios pelos sucessivos atrasos na requalificação da EN 125, os quais, conjugados com a introdução de portagens na Via do Infante, estão a prejudicar gravemente a economia regional e a penalizar severamente os utentes da EN 125.

O Grupo Parlamentar do PCP questionou o Ministério da Economia e do Emprego, sobre os motivos para a não conclusão das obras de requalificação da EN 125 no prazo estabelecido pelo Governo (abril de 2013), bem como sobre as medidas concretas que irão ser adotadas para garantir a rápida conclusão das obras e a nova data prevista para a sua conclusão.

 

LINK PARA A PERGUNTA:

1720/XII/2ª, “Conclusão das obras de requalificação da Estrada Nacional 125 (Algarve)”, 09-04-2013


 

 

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

PCP_AR

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS
Grupo Parlamentar

PCP apresenta iniciativa legislativa sobre a criação da Administração
dos Portos do Algarve

Comunicado:

 

Em 1998 foram criadas a Administração dos Portos de Douro e Leixões, a Administração do Porto de Lisboa, a Administração do Porto de Sines, a Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra e a Administração do Porto de Aveiro. Para os restantes portos foi adotado o modelo de instituto público: Instituto Portuário do Norte (Viana do Castelo), Instituto Portuário do Centro (Figueira da Foz) e Instituto Portuário do Sul (Algarve).

Contudo, em 2002, com a criação do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) – que agrupou os Institutos Portuários do Norte, Centro e Sul –, os portos do Algarve perderam a sua autonomia, com enorme prejuízo para a região, que passou a ver a estratégia regional do setor marítimo e portuário a ser discutida e decidida numa estrutura centralizadora.

Uns anos depois, em 2008, com o objetivo de "libertar o IPTM da responsabilidade de gestão direta dos portos de âmbito mais regional", foram criadas a Administração do Porto da Figueira da Foz e a Administração do Porto de Viana do Castelo. De fora deste objetivo ficaram os portos do Algarve, que continuam até hoje integrados e sob gestão do IPTM (recentemente extinto e substituído pelo Instituto da Mobilidade e Transportes).

O Algarve é, assim, a única região do país que não possui uma Administração Portuária autónoma. Esta é uma situação inaceitável, que deve ser corrigida, com a criação da Administração dos Portos do Algarve, integrando todos os portos comerciais, de pesca e de recreio da região algarvia, com uma gestão pública e integrada numa estratégia nacional de desenvolvimento da atividade marítimo-portuária, que exerça a autoridade portuária e a gestão integrada das atividades marítimas e portuárias em estreita ligação com a economia e comunidades locais, através da adequação das infraestruturas portuárias, no conjunto dos portos algarvios e nas suas diversas valências, às necessidades das populações e da região.

Na passada quinta-feira, dia 21 de março, o PCP apresentou na Assembleia da República um Projeto de Resolução, que recomenda ao Governo a criação da Administração dos Portos do Algarve, integrando todos os portos comerciais, de pesca e de recreio da região algarvia. Esta iniciativa legislativa foi apresentada publicamente em Lagos no dia 23 de março, durante o debate “O Mar, alavanca do desenvolvimento local e regional”, promovido pela Direção da Organização Regional do Algarve e pela Comissão Concelhia de Lagos do PCP.


26 de março de 2013

 

Link:


Projeto de Resolução n.º 649/XII, “Criação da Administração dos Portos do Algarve”, 2013-03-21.

 


 

 
<< Início < Anterior 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 Seguinte > Final >>

Pág. 43 de 53

Ligações

avante_mod2cor

militante_mod2cor

ediesavante_mod2cor

Video

balancoAR