Início

Newsletter

Assinar Newsletter:


Receber em HTML?




Organização Regional do Algarve do PCP
Ilda Figueiredo no Algarve PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 14 Maio 2008 18:42
No quadro do conjunto de iniciativas que têm vindo a decorrer com os deputados do PCP no Parlamento Europeu, Ilda Figueiredo estará no Algarve no próximo sábado, dia 17 de Maio.

Programa:

Olhão – a partir das 9h30 contacto com pescadores e armadores.

Albufeira – às 15horas, sessão no Auditório Municipal.

S.B.Alportel – às 21h30 sessão na Biblioteca Municipal


 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

pcp

Partido Comunista Português

Direcção da Organização Regional do Algarve


Reforço significativo da CDU no Algarve dá mais força à luta por uma vida melhor

 

As recentes eleições para o Parlamento Europeu, onde a CDU alcançou todos os objectivos traçados (mais votos, maior percentagem e mais eleitos), constituíram uma importante derrota dos partidos do Governo para a qual a luta dos trabalhadores e do povo português e a intervenção coerente do PCP e dos seus aliados da CDU deram a mais decisiva contribuição.

 

No Algarve, a CDU obteve 14 906, correspondendo a 14% dos votos, confirmando um crescimento sustentado em sucessivas eleições – Assembleia da República, Autarquias Locais e Parlamento Europeu – e o crescente apoio dos trabalhadores e das populações algarvias à iniciativa, às posições e propostas do PCP e dos seus aliados da CDU. A DORAL chama ainda atenção para o facto de a CDU ter subido a sua votação nestas eleições em 15 dos 16 concelhos, com um crescimento global de 24% da sua massa eleitoral, tendo sido a segunda força política mais votada em Aljezur, Silves e Vila Real de Santo António, facto tanto mais valorizável quanto se assistiu a um crescimento dos níveis de abstenção.

 

Acompanhando os resultados registados no plano nacional, o PCP chama a atenção para o crescente isolamento não apenas do Governo (com o PSD e o CDS a obterem o seu pior resultado de sempre, incluindo no Algarve com 21,9%), mas também para a perda significativa de votos pelo conjunto dos partidos da troika interna – PS, PSD e CDS – que, somados, ficaram abaixo dos 53% na região. Estes resultados, para além de confirmarem o crescente reconhecimento das responsabilidades destes três partidos no caminho de desastre nacional que tem sido imposto ao país, inserem-se também na cada vez maior consciência quanto à necessidade de uma ruptura com a política de direita que abra caminho a uma política patriótica e de esquerda que o PCP propõe ao povo português.

 

Os resultados alcançados pela CDU na região e no país dão mais força à luta dos trabalhadores e do povo. Uma luta que, tendo como objectivo imediato a demissão do Governo e a convocação de eleições antecipadas – e daí a apresentação de uma moção de censura que irá ser discutida dia 30 na Assembleia da República –, coloca no centro das suas prioridades a exigência da renegociação da dívida pública nos seus prazos, juros e montantes; o aumento dos salários e pensões e a valorização dos direitos dos trabalhadores; a promoção da produção nacional; a valorização dos serviços públicos; a taxação efectiva da banca, da especulação financeira e dos grandes negócios e o alívio dos trabalhadores e dos micro, pequenos e médios empresários; a recuperação para o controlo público dos sectores básicos e estratégicos da nossa economia; a afirmação da nossa soberania e o respeito pela vontade e aspirações do povo português.

 

No Algarve, ao mesmo tempo que reafirma o seu compromisso com os trabalhadores e as populações, patente na sua activa intervenção ao longo dos anos e que esteve muito evidente na recente campanha eleitoral onde contactou largos milhares de algarvios, o PCP intensificará a sua acção pela abolição de portagens na Via do Infante, pela defesa do Serviço Nacional de Saúde, contra o encerramento de serviços públicos designadamente escolas, repartições de finanças e tribunais, pelo aproveitamento das potencialidades regionais nas pescas, na agricultura e na indústria, pelo combate ao desemprego que atinge esta região como mais nenhuma outra.

 

Aos muitos milhares de eleitores que confiaram o seu voto à CDU no Algarve, o PCP reafirma o seu compromisso e dos seus agora três eleitos no Parlamento Europeu de, no seguimento da sua intervenção de sempre, honrar o voto e a palavra dada e trabalhar para defender os interesses de Portugal e do povo português perante a União Europeia.

 

O Secretariado da Direcção da Organização Regional do Algarve do PCP

 
PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Dia 25 de Maio Vota CDU com toda a confiança!
10374073_642465595835585_129211875327244399_n1

Arruada em Faro. A CDU avança com toda a confiança num grande resultado eleitoral no próximo domingo!

 
Intensificar a luta e reforçar o Partido or um novo rumo para o país e a região PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 08 Maio 2008 12:51

1-    Conforme atempadamente alertámos, os trabalhadores e o povo vêem agravar-se as condições de vida. Prosseguem a subida das taxas de juro e dos preços de bens essenciais, conduzindo ao aumento das bolsas de pobreza, exclusão e a um tendêncial aumento da insegurança dos cidadãos, para a qual se conjugam o aumento de práticas criminosas e a falta de meios humanos e materiais das forças e serviços de segurança.
2-    Os aumentos salariais dados com base numa dita inflação prevista estão há muito desactualizados. As últimas previsões económicas da Comissão Europeia, reviu em baixa as previsões de crescimento para 2008 e 2009, prevendo o agravamento da Balança Comercial. Só mesmo o Governo PS continua a vender uma realidade que quer o Banco de Portugal, quer o FMI, quer agora a Comissão Europeia, desmentem. A verdade é que, não é Portugal que através do seu crescimento se aproxima da Zona Euro e da União Europeia a 27, mas estes que não crescendo como o previsto se aproximam de Portugal, restando ainda assim saber se, mesmo neste quadro, Portugal não se distância.
3-    Como temos vindo a alertar, o prosseguimento desta política terá um forte e negativo impacto sobre o tecido económico regional composto por micro e pequenas empresas. Impacto agravado pela proliferação de novas médias e grandes superfícies, nomeadamente sobre o comércio local, e que acentuará um vínculo precário no plano laboral e os baixos salários no plano remuneratório. 
4-     As propostas agora apresentadas para o Código do Trabalho constituindo uma forte machadada no direitos dos trabalhadores (desregulamentação do horário de trabalho, liquidação da contratação colectiva, eliminação do princípio do tratamento mais favorável, entre outros) põe simultaneamente a nú a hipocrisia do Governo PS no que respeita à falência da Segurança Social. Com a proposta do Governo, caso fosse consumada, cerca de 450 milhões de euros por ano de receitas da Segurança Social passariam para benefício do patronato, dado que a proposta do Governo é de redução das contribuições por parte destes. Embora desça de 30 para 24,6% a parte a pagar pelos trabalhadores independentes, é preciso ter em conta que, segundo a proposta do Governo, estes trabalhadores deixarão de descontar sobre a remuneração convencional e passarão a ter de descontar sobre 70% do total de rendimentos declarados, no ano anterior, para efeitos IRS. Tal não se traduzirá inevitavelmente na diminuição do valor a pagar. Ao contrário, muitas situações haverá em que terão de pagar mais. 
5-    Só a intensificação da luta dos trabalhadores pode obrigar a recuos do Governo. A vida política nacional já mostrou por diversas vezes que não basta ter uma maioria absoluta. O Executivo da DORAL manifesta a sua solidariedade à acção de luta contra a precariedade, a realizar no próximo dia 31 de Maio, anunciada pela União Sindicatos do Algarve, acção esta que conflui para o movimento mais geral de protesto contra os planos em curso no que respeita ao Código do Trabalho. 
6-    O Executivo da DORAL reafirma que o lançamento do concurso para a construção do novo Hospital Central, não apaga intenções em desenvolvimento quanto ao fecho de novos centros de saúde, não elimina as listas de espera, nem resolve o problema de milhares de algarvios sem médico de família, e não elimina os graves problemas com que hoje se debatem as populações do interior da região com o encerramento de SAP`s e extensões de saúde. Para o PCP é necessário a reabertura dos serviços encerrados, bem como a resposta aos graves problemas ligados com a falta de médicos e enfermeiros.
7-    O Executivo da DORAL saúda o vasto envolvimento democrático – mais de 1540 participações - que constituiu a realização das mais de 12 iniciativas comemorativas do 34º aniversário do 25 de Abril promovidas pelas organizações do Partido, afirmando Abril, o seu projecto e valores.
8-    O Executivo da DORAL apela ao reforço das medidas tendentes à concretização dos objectivos definidos para o reforço da organização partidária, bem como à intensificação da dinamização da luta dos trabalhadores e das populações, condição necessária para a criação de condições que favoreçam uma ruptura democrática e de esquerda que conduza a um novo rumo para o País e para o Algarve.


6 de Maio de 2008 

O Executivo da DORAL do PCP

 
Iniciativas 25 de Abril PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 25 Abril 2008 19:28

concelho

Tipo e local da iniciativa

Orador

Alcoutim

Jantar dia 24 de Abril – Restaurante“Poço Novo” – Giões.

Comandante Lopes Mendonça

Aljezur

Almoço dia 25 de Abril- Escola Primária Alfambras

Marco Joia da DORAL do PCP

Albufeira

Almoço no CT de Albufeira dia 27 de Abril

Rui Fernandes da CP do CC do PCP

Fuzeta

Almoço dia 25 de Abril – Restaurante “Angélica”

Paulo Neto do CC do PCP

Pechão

Almoço dia 25 de Abril – Restaurante “Monte Amarelo”

José Castanheira da DORAL do PCP

Olhão

Almoço dia 25 de Abril – Restaurante “Mata Mulas”

Rosa Rabiais da C.Politica

VRSAntónio

Almoço dia 25 de Abril – Restaurante “Mota” –Monte Gordo

Comandante Lopes Mendonça

Lagos

Colóquio “Da Resistência à Liberdade” com Margarida Tengarrinha, José Veloso e Luís Granito, no bar “Galo”, dia 22 Abril  21horas

 

Lagos

Jantar 24 de Abril – Restaurante “Esperança de Lagos”

José Augusto Esteves da CCC

Portimão

Jantar 24 de Abril – Restaurante “Lugar do Rio”

Abilio Fernandes da CCC

Silves

Almoço 25 de Abril – Restaurante “Ponte Romana”

Comandante Francisco Batista

Tavira

Almoço 25 de Abril Restaurante “Casa D’el Rei “

Miguel Cunha da DORAL do PCP

Faro

Almoço 25 Abril na “COOPOFA”

José Augusto Esteves da CCC

Loulé

Almoço 25 Abril no CT Quarteira .

Gisela Palma da DORAL do PCP

S.B.Alportel

Almoço 25 Abril -  Armazém D. Catarina, sitio das Mealhas

António Mendonça

 
<< Início < Anterior 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 Seguinte > Final >>

Pág. 43 de 64

Ligações

avante_mod2cor

militante_mod2cor

ediesavante_mod2cor

Video

balancoAR