PCP_AR

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

Grupo Parlamentar


PS, PSD e CDS rejeitam pela sexta vez a proposta do PCP para a abolição de portagens na Via do Infante

 

 Comunicado:

 

Na passada sexta-feira, dia 6 de dezembro, foi discutida e votada em sessão plenária da Assembleia da República a proposta do PCP para a abolição das portagens na Via do Infante (Projeto de Resolução do PCP e intervenção do Deputado Paulo Sá em anexo). Pela sexta vez, o PS, PSD e CDS rejeitaram a proposta do PCP, defendendo a manutenção das portagens na Via do Infante.

 

A introdução de portagens, há exatamente dois anos, no dia 8 de dezembro de 2011, teve consequências desastrosas para a região algarvia, abalando a economia regional, criando sérias dificuldades às micro e pequenas empresas que já lutavam para sobreviver, agravando o flagelo do desemprego, contribuindo para a degradação da imagem do Algarve como destino turístico e forçando milhares de utentes da Via do Infante a regressarem ao calvário diário da EN 125.

 

É esta realidade que os partidos da troica interna persistem em ignorar, continuando a defender a cobrança de portagens, apenas com um objetivo: proteger os interesses dos grupos económicos que exploram a concessão da Via do Infante. O PS, PSD e CDS, podendo optar pela renegociação do contrato de concessão, transferindo risco para a concessionária e diminuindo a sua taxa interna de rendibilidade, preferem colocar o fardo sobre os ombros dos cidadãos e das micro e pequenas empresas, já tão sacrificados pela política de austeridade imposta no âmbito do Memorando da Troica.

 

Convicto da justeza da sua proposta, o PCP continuará a sua luta pela abolição das portagens na Via do Infante e pela derrota da política de direita que não serve os interesses do Algarve e dos Algarvios.

 

 

Faro, 8 de dezembro de 2013

 

 

XX Congresso PCP

desenho2

Ligações

avante_mod2cor

militante_mod2cor

ediesavante_mod2cor

Contactos - www.algarve.pcp.pt