Degradação económica e social, mais de 40 mil desempregados no Algarve

 

 Declaração de NUNO CORDAS, membro da Comissão Concelhia de Portimão do PCP.

 

 Estamos perante uma recessão económica de enorme dimensão, com o Algarve a ser a região mais atingida. O desemprego atinge já mais de 700 mil trabalhadores, mais de 40 mil só no Algarve. A perda de salário e de rendimentos de uma parte significativa da população tem o duplo efeito de contribuir para a degradação económica e social. A situação dos serviços públicos, depauperados pela ausência de investimento ao longo de décadas, é explosiva. Faltam milhares de trabalhadores nas escolas, nas forças de segurança, na Segurança Social, na justiça e noutras áreas da administração pública. E o Serviço Nacional de Saúde, carece não apenas de respostas imediatas para que se responda a epidemia e se recupere tudo quanto tem sido adiado, mas também, de respostas de fundo que travem o saque que os grupos privados estão a fazer ao SNS. A dependência externa e a ausência de instrumentos de intervenção económica, reclamam medidas de reforço de diversificação da actividade produtiva – não ficando a região apenas dependente do Turismo - e de recuperação do controlo público de empresas e sectores estratégicos. A realidade com que estão confrontadas milhares de micro, pequenas e médias empresas impõe que se tomem as medidas de apoio que têm faltado, assegurando a sua sobrevivência no imediato e impedindo a falência em massa de milhares de empresários e a destruição de parte do nosso tecido empresarial.

Em defesa do SNS contra o saque dos grupos privados

Tribuna pública do PCP

17 Nov.2020

Intervenção de Rui Ribeiro membro da DORAL do PCP

Pág. 1 de 14

XX Congresso PCP

BalancoAROut15_Jul19

Ligações

avante_mod2cor

militante_mod2cor

ediesavante_mod2cor

Contactos - www.algarve.pcp.pt