Intervenção de Leonel Nunes

9.ª Assembleia da Organização Regional do Algarve

15 Dezembro 2018, Faro

9 AORAL Leonel Nunes

Camaradas

A organização de Alcoutim do PCP, apesar das muitas debilidades orgânicas, tem como principal objetivo reforçar a sua intervenção junto dos trabalhadores e da população do concelho.

Um concelho que contém em si todas as marcas da política de direita de favorecimento do grande capital e de submissão à União Europeia. A destruição de serviços públicos, a falta de investimento, a degradação do aparelho produtivo, o abandono da agricultura traduzem-se na crescente perda de população e no seu envelhecimento, na desertificação e abandono do território. Contrariamente às promessas feitas e nunca cumpridas, Alcoutim é hoje, um dos mais deprimidos concelhos de todo o país.

Alcoutim perdeu na ultima década e meia mais de um terço da sua população em 2016 contava com 2.443 habitantes. Viu as suas freguesias passarem de 5 para 4, viu escolas do ensino básico, serem encerradas e algumas das extensões de saúde. No passado mês de Novembro encerrou o posto de correios na sede do concelho.

A Autarquia, principal empregador do concelho, debate-se com um generalizado sub-financiamento que se torna mais grave num concelho com as características do de Alcoutim, com população dispersa e envelhecida. A tendência para uma intervenção da autarquia de acordo com as suas conceções – para substituir as responsabilidades da administração central, tem-se vindo a acentuar, com prejuízo global para as populações, como foi o caso recente do encerramento do posto de correios em Alcoutim, a Câmara Municipal, em vez de ter informado e mobilizado as populações para defenderem o Posto dos Correios, preferiu aceitar mais este encargo, sem que seja sua competência e sem que tenha os meios para tal.

O PCP, apesar de não contar com nenhum eleito no concelho, tem tido uma importante intervenção . Destacam-se, entre outros, a intervenção sobre a ponte internacional entre Alcoutim e Sanlucar, o IC27, o Rio Guadiana, os serviços públicos, a reposição de freguesias, o aparelho produtivo, com destaque para a Cabra Algarvia e o Figo da Índia. Uma intervenção que se expressou em visitas, contactos e encontros através dos Grupos Parlamentares na Assembleia da República e no Parlamento Europeu por via de uma presença regular junto dos trabalhadores dos empresários e das populações.

Reforçar o Partido, continua a ser uma prioridade, apesar de não termos um Centro de Trabalho É uma dificuldade que tem sido superada com a utilização de instalações públicas, associações e casa de vários camaradas .

A comissão concelhia tem assumindo o seu papel de direção política no concelho, tem assegurado as comemorações dos Aniversários do Partido e do 25 de Abril, tem realizado em conjunto com a organização de Mértola do PCP, o convívio popular da Sardinhada no Vascão e o convívio de verão na praia fluvial de Alcoutim.

Com a realização dos diferentes actos eleitorais, e em particular das eleições autárquicas, foi possível contactar diversos camaradas e amigos, que integraram as listas e/ou apoiaram as iniciativas de campanha e do partido.

As eleições autárquicas de 2017 decorreram com o resultado marcado pela bipolarização entre PS e PSD, com a vitória do PS e um ligeiro crescimento da CDU. Resultado que ficou aquém dos objectivos estabelecidos, e que exige a intensificação do nosso trabalho.

Valorizando todos os passos positivos da vida recente do Partido no concelho, há no entanto muitas lacunas por preencher, nomeadamente, na estruturação orgânica e no recrutamento de mais militantes. Uma dificuldade que temos sentido é o facto de ainda não termos dado resposta a uma importante orientação do nosso Partido no âmbito da ação nacional dos 5000 contactos, mas não vamos desistir de o conseguir tendo como prioridade o levantamento de nomes de trabalhadores da CM de Alcoutim.

Na entrega do novo cartão a todos os militantes e apesar de já se terem alcançado os 70% vamos fazer um esforço para finalizar a tarefa até final do ano.
Também temos como objetivo melhorar na divulgação e venda da imprensa do Partido, o Avante e O Militante que avançou no último ano com a abertura de uma nova ADE em Martim Longo.

O PCP, pela sua natureza, identidade e objetivos, pelas suas propostas e coerentes posições, e pelo seu papel na luta dos trabalhadores e populações, é necessário e imprescindível no concelho de Alcoutim.

Viva a 9ª Assembleia da ORAL
Viva o PCP

XX Congresso PCP

desenho2

Ligações

avante_mod2cor

militante_mod2cor

ediesavante_mod2cor

Contactos - www.algarve.pcp.pt